Comunidade Hesed

São Carlos

  • RSS
  • Delicious
  • Facebook
  • Twitter

Como tudo começou….

Na bíblia é narrado um chamado Deus pede a abraão que deixe sua terra e vá para um lugar distante, desconhecido….
Abraão toma sua mulher e vai e assim começa a história da salvação. Nos tempos modernos esta história se repetiu, mas é preciso contá-la desde do início.

Em 1948 dia 14 de março nascia Edson Carvalho da Silva (Edinho), filho de José Teodoro da Silva e Cornélia Rocha de Carvalho. A família morava em Piquete-SP em uma casa muito simples. Um ano depois na pequena cidade de Itajuba-MG nascia Edna Maria Bonaldi da Silva (Edna) filha de José Bonaldi e Irene de Paula Bonaldi. Eles tiveram uma infância muito sofrida. Ele tinha que alternar em momentos de divisão entre futebol e entre os amigos, com momentos de responsabilidades com a família, já que ficara órfão de seu pai antes dos 10 anos de idade.

Ela por sua vez perdeu o pai ainda mais nova, com 3 anos de idade. Logo após a perda do pai juntos com mais dois irmãos, foram para a cidade do Rio de Janeiro, onde ficou por um tempo cuidando de uma tia e quando voltou para Piquete sua família foi dividida e ela foi criada pela família de um tio, porque sua mãe não tinha condições financeiras de criar todos os filhos.

Não faltaram anjos em sua vida, como o Sr. Paulo Henrique de uma família do Rio de Janeiro que foi como um pai para a Dona Edna. O Tempo foi passando e a juventude chegou, e foi na única praça lá na cidade de Piquete que o Sr. Edson e Dona Edna se encontraram e começaram a namorar.

Nessa época o Sr. Edson com 19 anos, seguia a carreira militar e dona Edna com 18 anos era professora primária. Sr. Edson chegou a morar em São Paulo, em Santos, sempre a serviço do exército. A dona Edna o esperava em Piquete nos finais de semana. Entre idas e vindas eles namoraram 5 anos, e em 24 de dezembro de 1971 realizaou-se a cerimônia de casamento.

O Sr. Edson já Sargento, também jogava em um time de futebol da cidade e a dona Edna lecionava. Nesse tempo ainda não imaginavam o plano de Deus na vida deles. Alias foi em 1972 que eles participaram da primeira experiência de oração na cidade de Areias-SP, com Padre Jonas Abib, e naquele final de semana eles receberam a efusão do Espírito Santo. E então os frutos começaram logo a surgir.

Nesse mesmo ano nasceu Alessandra primogênita, depois vieram Willians e Vanessa que completaram a família. A serviço do exército o Sr. Edson foi transferido para Lorena-SP e em 1981 a família mudou-se para lá. Três anos depois mais uma mudança, a nova cidade seria São Carlos, a família teve que se distanciar dos parentes, dos amigos la de Piqueta e de Lorena e ainda acreditar que Deus tinha um plano maior.

Olhando para trás podemos perceber que o Sr. Edson não estava somente a serviço do Exército, mais sim de Deus. Nesse tempo a família toda reunida, na distância de todos, procurava sim o consolo de Deus, missas e terços diários, e faziam vigílias regularmente.

É, uma família se solidifica com o sustento da fé, e as provações não foram poucas. A família começou crescer em 1986 quando começaram a participar e dirigir o grupo de oração da Paróquia de São Sebastião, eram apenas 20 pessoas, e Deus logo foi atraindo mais e mais pessoas, tanto famílias quanto jovens, vários jovens esses sempre foram o pupilo do casal.

O zelo e a missão com os jovens culminaram no primeiro retiro de carnaval em 1993 e daí pra frente não pararam mais, vinham jovens de fora universitários parentes, amigos, se reuniram na chácara da Arlete, em Itirapina, Colégio Diocesano, na chácara rainha da Paz, e também na casa de Nazaré. Em 1995 o Grupo de Oração começou a ser na Catedral de São Carlos, Na verdade a família já tinha crescido tanto que já era uma comunidade resolveram então comprar um chácara, no início um terreno cheio de mato, com apenas 3 arvores, com o esforço da comunidade sobretudo, pela perseverança e fidelidade dos dois,tijolo a tijolo foi se edificando cada ambiente o dinheiro foi acabando as dívidas aumentando, mais o material de construção continuava a ser comprado. O dinheiro da casa la de Lorena não foi aplicado para eles em carros luxuosos, mais integralmente na chácara, para a obra de evangelização. e cada pilar concretado, cada parede erguida, enxergava-se a glória de Deus e o esforço sobre humano foi-se erguendo uma casa, um quarto para dormir, alguns banheiros, o desafio maior que foi então o salão de palestras, a cozinha, agora uma pequena capela e mais um quarto para dormir, tudo para aconchegar melhor os participantes de encontros.

Com certeza, tudo isso aumentaram as dívidas e para os dois isso não importa, porque as almas valem mais que papel e moeda. Sua família isso sim é importante, aumentá-la a cada dia. Hoje seus filhos não se chamam apenas Alessandra, Willians e Vanessa mais Toco, José Luiz, André e o nome de cada um que se envolve com essa obra.

A promessa foi cumprida, e é como as estrelas do céu. Deus pediu o casal acreditou Deus agiu, e a obra se concretizou, hoje a chácara Hesed é território eucaristico.

Hoje agradecemos a Deus pela obra que nos deixou o Sr Edson, que hoje está com Ele no céu intercedendo por nós e também a dona Edna pela sua dedicação. Deus os abençoe.